Ai dos pastores que destroem e dispersam as ovelhas do meu pasto, diz o SENHOR. Portanto assim diz o SENHOR Deus de Israel, contra os pastores que apascentam o meu povo: Vós dispersastes as minhas ovelhas, e as afugentastes, e não as visitastes; eis que visitarei sobre vós a maldade das vossas ações, diz o SENHOR. E eu mesmo recolherei o restante das minhas ovelhas, de todas as terras para onde as tiver afugentado, e as farei voltar aos seus apriscos; e frutificarão, e se multiplicarão. E levantarei sobre elas pastores que as apascentem, e nunca mais temerão, nem se assombrarão, e nem uma delas faltará, diz o SENHOR. (Jeremias 23:1-4)” Deus criou você para ser uma estrela com sua própria grandeza, executando o potencial que Ele mesmo lhe deu. E Deus me enviou à terra com uma missão. Só Ele pode me deter, os homens nunca poderão. E, porque sois filhos, Deus enviou aos vossos corações o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai. Esse blogger tem como objetivo trazer ao público interessado uma verdadeira meditação sobre o que realmente tem levado centenas de pessoas a não irem mais a Igreja. Nosso objetivo é buscar respostas através de cada opinião aqui registrada.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

PORQUE TER MEDO? JESUS VIVE, E COM ELE REINAREMOS.


“Eu sou o primeiro e o ultimo, Fui morto, mas eis aqui estou vivo… E tenho as chaves da morte e do inferno
( Apocalipse 1:18).”

Sou aquele que vive, e estava morto... Ele que realmente estava morto, mas agora vive, e viverá para sempre, foi quem apareceu para João, o Senhor Jesus Cristo, visto que não se pode aplicar tais palavras e afirmações a mais ninguém. Jesus fora condenado à morte, foi crucificado, morto e sepultado, mas se levantou do túmulo ao terceiro dia, glórias a Deus. Sendo o próprio Cristo a falar com João, qual seria a razão para temer? Nenhuma! O governo romano havia intensificado a perseguição aos cristãos, medos e duvidas sobre o que aconteceria com a Igreja, com certeza se passava não só entre os crentes da igreja como nos pensamentos de nosso irmão João. Ao ser arrebatado, e visto tudo, e ouvido toda a profecia, creio que ao voltar a si e ao escrever esse livro profético, ele foi fortalecido, pela presença e graça de Cristo. Passara-se mais de meio século que João pregava o evangelho, falando daquele que amava e cria, tanto ternamente, como em espírito e em verdade, e quem, apesar de há muito tempo ausente, havia servido com toda fidelidade, causa que o levou a estar nesta ilha solitária. Sua fé na ressurreição de Jesus não tinha sido em momento algum um engano, jamais gerou dúvida em seu coração, ele viu o Cordeiro Redentor, diante de si, o mesmo que havia sido crucificado, morto, e colocado no túmulo.
Eis que estou vivo para todo o sempre... Jesus vive para sempre. A morte não mais derrubará o Redentor, e Ele nunca mais dormirá no túmulo. Assim como Ele vive para sempre, Ele pode e irá cumprir todas as Suas promessas. O nosso Redentor nunca morrerá de novo. Somente Ele pode, portanto, nos sustentar em meio a nossos problemas; dificuldades, dúvidas, fraquezas e angústias. Ele ficará conosco em nossa morte. Todos os vivos morrerão, mas Ele não morrerá; e quando morremos, com Ele ressuscitaremos. O Filho de Deus ainda está no Seu trono, ao lado do Pai... Amém? Essa palavra forte e afirmativa, um termo de convicção; é como se Ele disse-se, é “verdade,” ou “assim será.” E tenho as chaves do inferno e da morte... A palavra traduzida por “inferno” - αδης hades, “hades” - se refere apropriadamente ao submundo; a morada dos espíritos, a região dos mortos. Possuir as chaves do hades representa ter o poder sobre o mundo invisível. Jesus tem esta autoridade, como Ele ressuscitou dentre os mortos pela Sua própria força, mostrando assim que o domínio sobre este mundo escuro foi confiado a Ele.
E da morte... Eis a personificação(a representação de Cristo como Senhor ressuscitado). O pecado e a morte reinam nesse mundo. Mas, para seus reinos estendidos o nosso Redentor tem a chave, e tem acesso a seu império, quando lhe aprouver. Só Jesus pode perdoar e salvar todos a quem escolhe, e aprisionar os que Ele desejar. Amados Cristo vive, e Ele sempre manterá esse poder sobre as regiões dos mortos, e sobre todo o mundo de espíritos, por isso, não temos nada a temer, se colocarmos nossa confiança nEle. Por que ter medo de entrar num mundo que Ele entrou, e do qual ressurgiu? Jesus conseguiu um triunfo glorioso, não tema o que o rei do medo, que reina ali, pode fazer para nós, pois o seu poder não se estende além do que é permitido pelo Pai e por nosso Salvador Jesus Cristo, em seu próprio tempo o Cordeiro de Deus vai chamar-nos para a vida, para não mais morrer. Jesus é vida em abundância, ou seja, eterna. Com amor da parte do Pai e Jesus Cristo, seu irmão, e Pregador Maurio Maciel.
Dedico este artigo ao meu amigo, Pastor Paz, muitas são as saudades, e maior a alegria de saber que Deus é sobre a vida desse amado irmão e companheiro de jornadas passadas, e principalmente que nossa amizade é firmada na rocha, apesar da distância. Há amigo mais chegado que irmão. Adquira o livro "O PÚLPITO NÃO É FIM" ou convide o autor para estar levando uma palavra edificante ou realizando uma palestra em sua igreja, retiros, encontros ou eventos. Contato pelo e-mail:pregador2007@gmail.com

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

VOCÊ JÁ CONFIOU NO HOMEM?


“Assim diz o SENHOR: Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do SENHOR! (Jeremias 17:5).

Para entendermos a profundidade desse texto iremos analisar e fazer uma reflexão tendo como base (João5:3-8) “Nestes jazia grande multidão de enfermos, cegos, mancos e ressicados, esperando o movimento da água. Porquanto um anjo descia em certo tempo ao tanque, e agitava a água; e o primeiro que ali descia, depois do movimento da água, sarava de qualquer enfermidade que tivesse. E estava ali um homem que, havia trinta e oito anos, se achava enfermo. E Jesus, vendo este deitado, e sabendo que estava neste estado havia muito tempo, disse-lhe: Queres ficar são? O enfermo respondeu-lhe: Senhor, não tenho homem algum que, quando a água é agitada, me ponha no tanque; mas, enquanto eu vou, desce outro antes de mim. Jesus disse-lhe: Levanta-te, toma o teu leito, e anda. Logo aquele homem ficou são; e tomou o seu leito, e andava.” Vimos aqui um homem que sofria de uma enfermidade há 38 anos, ou seja, creio que já devia ter uma idade avançada, e como muitos que ali se encontravam, necessitava também urgentemente de uma cura, o que lhe traria paz e conforto, tanto na alma como no espírito. Com certeza muitos o conheciam devido ao tempo de sofrimento, e saberiam que realmente estava curado por conhecerem o estado anterior ao milagre que se faria em sua vida por intermédio de Cristo. Embora sua chance fosse mínima, quase que impossível de acontecer, devemos frisar que no verso 6, a palavra nos diz que Jesus tinha ciência da situação daquele homem. Amados Deus conhece nossa situação em toda sua extensão, bem como a profundidade do nosso sofrimento, e assim como aquele homem, muitas vezes não sabemos como alcançar a Deus, e vimos nossas chances de sermos curados, libertos, ou prósperos em nossas vidas como algo impossível. João nos fala de um tanque o qual em certo tempo tinha as suas águas agitadas, sendo que o primeiro que entrasse no tanque era curado. Que tanque temos procurado? O que o Anjo do Senhor desce e agita as águas? Ou o tanque onde pedimos que homens agitem as águas para nós, e assim enganando-nos, colocamos toda nossa fé e esperança em mortais que nada podem fazer sem que o Pai permita? E o enfermo respondeu-lhe: Senhor, não tenho homem algum que, quando a água é agitada, me ponha no tanque; mas, enquanto eu vou, desce outro antes de mim.(João 5:7). Glórias a Deus por Cristo passar naquele lugar e mostrar para aquele homem que “Assim diz o SENHOR: Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do SENHOR! (Jeremias 17:5), "Judá confiou em falsos deuses e em alianças com nações ímpias, e por isso se tornou estéril e infrutífera". O que me chama a atenção é o desespero, crueldade e descaso que as pessoas tinham em relação aquele senhor de idade, não se importavam, não davam atenção alguma, passavam por ele como se não tivesse nenhum valor, quantos não poderiam pega-lo e descer com ele e assim vê-lo curado? Hoje nada mudou, a falta de amor tem crescido nesse presente século, não há compaixão, misericórdia, todos pensam em si mesmo, nas suas necessidades, desejos, planos e de como realiza-los. É a total falta de irmandade, de amor, uma decadência espiritual e humana explicita. Aquele homem aprende tanto com aquela situação que diz: “não tenho homem algum”. Glória a Deus! Esta é a grande revelação do texto quando levamos nossa reflexão a Jeremias 17:5, pois quem é o homem sobre a terra que possa fazer alguma coisa por nós? Só Deus pode todas as coisas, somente Cristo pode mover o coração do homem para te ajudar.
Em Jeremias 17:5 “Assim diz o SENHOR: Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do SENHOR!”, Vejo aqui nesse acontecimento, Deus ensinando para aquele homem de idade a mesma coisa que disse para Jeremias neste versículo, meu irmão não devemos colocar a nossa esperança e confiança nos homens, mas sim em Deus por meio de Cristo Jesus. Deus é confiança, esperança, resposta e solução para todos nossos problemas e em todas situações, já os homens não são confiáveis. O homem decepciona, trai, e engana. Não deposite sua confiança em homens, ame seu próximo. Deus nos ensina a amar o próximo e não a confiar. O amor não escolhe a quem amar, simplesmente ama. O amor não cobra nada em troca, “ele tudo sofre, tudo crê, tudo espera e tudo suporta,” é o que nos diz o apostolo Paulo em (1 Cor. 13:7).
Se você tentar resistir a esta verdade, poderá passar a mesma experiência que aquele homem, Deus permitiu que ele passasse decepções com os que não o ajudavam para que finalmente um dia se converte-se para Deus. Amado Jesus nunca falha, ele não mente, ele cumpre as suas promessas, ele te ama. Jesus é a rocha segura, que nos fortalece, e não nos deixa ser abalado. No fim do texto diz a palavra do Senhor em (Jeremias 17:7-8)
“Bendito o homem que confia no SENHOR, e cuja confiança é o SENHOR. Porque será como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro, e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e no ano de sequidão não se afadiga, nem deixa de dar fruto.” Você consegue discernir o que essa promessa quer dizer a sua vida? A sua alma? Ao seu espírito e ao seu coração? Deus compara aqueles que confiam no seu Braço Forte e Poderoso, a uma árvore grandiosa, forte, com raízes profundas, e que jamais secará. Amados, nossa vida tem que ser assim, quanto mais bebermos da água da vida e nos alimentar da palavra de Deus, nossas raízes espirituais, nossa intimidade com o Pai se fortalecerão e jamais deixaremos de falar de Cristo, o que nos dará frutos para o reino do Deus. Amados, sei que muitas vezes a luta está grande, o sofrimento intenso, a enfermidade já dura anos, apesar de tudo isso quero dizer que Jesus num tempo muito breve, estará passando e olhará para você sabendo de toda a sua situação, e sabe o que Ele irá fazer? Sabe qual será a atitude daquele que morreu por você? Eu lhe respondo, Jesus perguntará: Queres ficar são? Procure estar atendo para esse momento, Jesus é o Senhor, e há homens escolhidos por Ele sobre a terra, não homens comuns, mais os Ungidos do Senhor que são usados para trazer cura e libertação, um deles virá até você e profetizará toda sorte de benção sobre a sua vida, e quando isso acontecer, quando esses homens se aproximarem de você, se houver da sua parte intimidade com Deus, você saberá discernir e se lembrará que até nesse momento, você não irá confiar naquele que está sendo enviado crendo que nele está o poder, você irá sim, depositar toda sua confiança naquele que o enviou, Jesus Cristo!
Fique na paz e graça do Deus vivo, conto com sua oração, e oro por todos que buscam conhecimento, edificação e crescimento através dos meus artigos. O que escrevo, não vem de pensamento de homens, mais sim expiração do Espírito Santo de Deus.
Com amor da Parte do Pai e Cristo Jesus, Pregador Maurio Maciel, seu servo e irmão em Cristo. Adquira o livro "O PÚLPITO NÃO É FIM" ou convide o autor para estar levando uma palavra edificante ou realizando uma palestra em sua igreja, retiros, encontros ou eventos. Contato pelo e-mail:pregador2007@gmail.com

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

É CHEGADA A HORA DE DESPERTAR, MOMENTO PARA REFLEXÃO

"O Senhor DEUS me deu uma língua erudita, para que eu saiba dizer a seu tempo uma boa palavra ao que está cansado. Ele desperta-me todas as manhãs, DESPERTA-ME o ouvido para que ouça, como aqueles que aprendem. Isaías 50:4"

Desperta povo de DEUS, porque até os confins da terra verão a salvação do nosso DEUS, através da nossa vida!
Hoje o Senhor esta nos convocando para um novo despertar! Para tomarmos posse das nossas roupagens formosas da salvação, sacudirmos o pó dos nossos pés, soltarmos as cadeias que nos prendem (impedindo-nos de fazermos a Sua obra), e realizarmos a grande obra para a qual fomos comissionados:
E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. (Marcos 16:15)
O apóstolo Paulo diz em (Romanos 10:9-17) “A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.
Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação.
Porque a Escritura diz: Todo aquele que nele crer não será confundido. Porquanto não há diferença entre judeu e grego; porque um mesmo é o Senhor de todos, rico para com todos os que o invocam. Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram? e como ouvirão, se não há quem pregue? E como pregarão, se não forem enviados? como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam o evangelho de paz; dos que trazem alegres novas de boas coisas. Mas nem todos têm obedecido ao evangelho; pois Isaías diz: Senhor, quem creu na nossa pregação? De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.”
Paulo deixa claro quando diz: Quão formosos são os pés dos que anunciam as BOAS-NOVAS, que fazem OUVIR A PAZ, que anunciam COISAS BOAS, que fazem OUVIR A SALVAÇÃO e que ANUNCIAM QUE O NOSSO DEUS REINA!
Então, vamos romper em Júbilo, povo Santo de DEUS, porque o Senhor nos escolheu para uma grande obra sobre a terra. Vamos glorificar o seu Santo nome, para de perder tempo com tantas coisas insignificantes e anunciar o seu grande e poderoso Nome. Ensinar que o único mediador entre Deus e o homem como está escrito em (I Timóteo 2:5)” Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem.” E assim veremos o agir poderoso do nosso Deus em nossas vidas!
BENDITO É O QUE VEM EM NOME DO SENHOR!
AMADO, DEUS TE CRIOU PARA VOAR ALTO, DISCERNINDO SEU ENSINO A LUZ DA PALAVRA!
Deus me enviou à terra com uma missão, só Ele pode deter-me, os homens nunca poderão. Sejamos todos os que estão em Cristo com esse mesmo pensamento.Com amor da parte do Pai e Cristo Jesus, Pregador Maurio Maciel. Adquira o livro "O PÚLPITO NÃO É FIM" ou convide o autor para estar levando uma palavra edificante ou realizando uma palestra em sua igreja, retiros, encontros ou eventos. Contato pelo e-mail:pregador2007@gmail.com

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

QUANDO ACEITO JESUS O QUE MUDA EM MINHA VIDA?


A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.
(Romanos 10:9)


Mais uma reflexão...

Quando Jesus morre e ressuscita, torna todos aqueles que creem em sua ressurreição e o tem como Senhor de sua vida, passíveis de serem aperfeiçoados, e inicia-se um estágio de santificação. Aos olhos de Deus quando você aceita Jesus como Senhor e Salvador de sua vida, seus pecados são perdoados e você purificado de toda injustiça. O Pai te eleva a um novo nascimento, onde você deverá buscar a santificação, a purificação de pensamentos, e mudança de hábitos e costumes que antes te levavam a destruição, e agora te levará a ser uma pessoa abençoada e abençoadora. Deus deseja que você seja útil em seu reino, e para isso você precisa tomar atitudes simples, mais valorosas para que cresça em conhecimento e receba discernimento necessário para decidir o que fazer, ouvindo a voz do Espírito Santo. Quando você se converte ao Senhor Jesus, precisa ler, meditar, ouvir a sua palavra, orar e adorá-lo todos os dias.
O apóstolo Paulo, possuía uma reputação intocável após a sua conversão, era um referencial junto ao povo, e ele confessa que por amor ao conhecimento de Cristo perdeu tudo, considerou sem valor tudo que havia ganho em sua vida até o encontro com Jesus. Paulo foi conquistado a caminho de damasco, e de uma forma sobrenatural é plantado no seu coração o desejo de conquistar a aprovação de Deus para aquilo que foi chamado, ele entende imediatamente que quando nos convertemos, o nosso desejo deve ser o de crescer no conhecimento de Deus para ganhar outras pessoas para Jesus, levar aqueles que são leigos, cegos, perdidos, a oportunidade que nos foi dada por misericórdia do Pai. Paulo não se considerava perfeito o suficiente, apesar de tudo que havia feito e sofrido pelo evangelho, visando o crescimento do reino de Deus. Nosso irmão Paulo até os dias de hoje é conhecido como o maior evangelista da história cristã. Ele afirma ter esquecido todas as coisas que deixou para traz, seguindo adiante para ser o que Jesus desejou que ele fosse até os últimos dias de sua vida.
Não seremos um Paulo, e creio que não devemos ter tal pretensão, porém seja você um escolhido, separado, preparado, conhecedor da palavra de Deus, apto a ser usado a qualquer hora ou lugar para proclamar a palavra da verdade, a sã doutrina que é a palavra genuína que Jesus nos deixou.
A palavra de Deus é a nossa maior arma contra os falsos profetas, mestres e enganadores.
Traga para sua vida o mesmo conselho e ordenança que Paulo passou para seu filho na fé Timóteo “Conjuro-te, pois, diante de Deus, e do Senhor Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, na sua vinda e no seu reino, Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina. Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas. Mas tu, sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério.” (2 Timóteo 4:1 a 5)
A vinda de Jesus está próxima, reflita, ore, arrependa-se de seus pecados, confesse Jesus como Senhor e salvador de sua vida e obtenha a vida eterna, “Disse Jesus: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.” (Marcos 16:15,16).
Ore a Deus pedindo para que faça de você um pregador da sua palavra, um servo(a) vitorioso(a) em seu reino até que o seu Filho volte e arrebanhe os seus escolhidos.
Com amor da parte do Pai e Cristo Jesus, irmão Maurio Maciel.
Deixe seu comentário para edificação dos demais leitores. Adquira o livro "O PÚLPITO NÃO É FIM" ou convide o autor para estar levando uma palavra edificante ou realizando uma palestra em sua igreja, retiros, encontros ou eventos. Contato pelo e-mail:pregador2007@gmail.com

terça-feira, 18 de outubro de 2011

PARA SUA REFLEXÃO!!!



"A minha boca falará de sabedoria, e a meditação do meu coração será de entendimento. Salmos 49:3"

"O nível é outro em nosso Deus, e já não há mais demora nem esperas. O Pai diz: antes que falem, os ouvirei, e antes que clamem, responderei. Responderei, Deus de ontem para ontem, Deus de hoje para hoje, minhas orações raramente são repetidas, há tempos que não esperamos, mais aconteceram."
Estamos em um tempo onde devemos buscar unidade plena com nosso Deus por intermédio de Cristo Jesus, seu Santo Espírito está ao nosso lado diariamente, revelando as coisas do alto, e deseja nos levar a sermos experimentados com o poder sobrenatural do Deus único, poderoso e criador dos céus e da terra e de tudo que no mundo há.
Que o Pai possa falar profundamente ao seu coração e coloca-lo em uma posição de colaborador do seu reino.
Marche, vá em frente, não olhe para os que se levantam contra você, mas fixe seus olhos naquele que te faz um vencedor, e te dá forças para que tudo possa fazer, por meio daquele que te fortalece eternamente.
Com amor da parte do Pai e Cristo Jesus, para sua edificação, irmão Maurio Maciel. Adquira o livro "O PÚLPITO NÃO É FIM" ou convide o autor para estar levando uma palavra edificante ou realizando uma palestra em sua igreja, retiros, encontros ou eventos. Contato pelo e-mail:pregador2007@gmail.com

sábado, 8 de outubro de 2011

DISSE JESUS: CRÊS TU ISTO? QUEM É JESUS PARA VOCÊ?


(João 11:25, a 27) “Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá; E todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá. Crês tu isto? Disse-lhe ela: Sim, Senhor, creio que tu és o Cristo, o Filho de Deus, que havia de vir ao mundo.”
Quem é Jesus para você? Essa pergunta passa desapercebida em nosso meio a todo instante, creio que não há mais tanta importância nos púlpitos de hoje em dia tratar desse assunto. Perguntar as pessoas quem é Jesus pode parecer algo comum, sem muito interesse ou uma pergunta significante, porem, Jesus chega-se a Maria e lhe pergunta que era Ele, ela responde prontamente “tu és o Cristo, o Filho de Deus, que havia de vir ao mundo.” Muitas pessoas conhecem a Jesus pelos seus feitos terrenos e não seu sacrifício espiritual, o qual vencendo a cruz deu o direito aqueles que nele creem de serem feitos filhos de Deus e com Cristo viver eternamente. Muitos conhecem a Jesus porque foi Ele que dividiu a história em 2 partes, antes e depois de sua existência, transformou água em vinho, expulsou demônios, secou a figueira, multiplicou pães e peixes, curou cegos, mudos, coxos, a mulher que sofria de um fluxo de sangue, ressuscitou a menina, aleijados. Mais quem é Jesus para você? É aquele o qual sempre que você está com lutas, enfermidades, desanimo, e sofrimento você o procura de joelhos a chorar e clamar por sua ajuda, por sua presença, por sua intervenção a seu favor? E quando Ele te dá a vitória tão esperada, será que você passa dias agradecendo, a testemunhar com a mesma força, ousadia e insistência de quando viveu a luta? Será que Jesus é para você somente isso? Será que a pessoa de Jesus não chega a ser algo mais promissor em sua vida meu irmão? Será que o porvir não representa nada para você? Amados as aflições, sofrimentos, riqueza, pobreza, comida, bebida, tudo isso passará, mais a palavra de Deus diz que a Sua palavra não passará, suas promessas jamais passarão. A volta de Cristo está próxima, o nosso encontro com o Filho de Deus está se concretizando, a cada dia que passa meu irmão, ao contrário do que pensamos, que estamos cada dia mais velhos, na verdade estamos sim, a cada dia mais próximos do encontro com Jesus, ou Ele vem até nós ou iremos um a um ao seu encontro, uma vez que os que morrem em Cristo, estão apenas dormindo esperando o soar das trombetas proclamando a sua chegada aleluia!!! É chegada a hora de reconhecermos que é verdadeiramente Jesus para nós, em nosso coração, nó mais íntimo de nosso ser.
Sabe meus amado(as), Jesus para mim é muito mais que milagre, prodígios, curas e todo tipo manifestação de fé nessa vida terrena, Ele é o Filho do Pai, do Deus vivo e todo poderoso, que venceu a cruz para que eu pode-se ter vida e vida em abundância(vida eterna), o único mediador entre o Pai e eu, o Filho que dirige meus passos mesmo quando eu quero guiá-los por vontade própria, Jesus é a razão da minha existência, Seu Espírito habita em mim, se move no meu espírito e governa meu coração, trata a minha alma, domina minha mente e sara minhas emoções; Jesus é mais que tudo que se possa tentar explicar, na verdade é o que Ele próprio afirmou e que eu realmente creio, Jesus é a RESSUREIÇÃO E A VIDA! E o verbo hoje está assentado a direita do Criador, intercedendo por mim e por você para conseguirmos chegar a meta maior conforme nosso irmão Paulo nos adverte e nos ensina em Filipenses 3:1 a 15 “Resta, irmãos meus, que vos regozijeis no Senhor. Não me aborreço de escrever-vos as mesmas coisas, e é segurança para vós. GUARDAI-VOS DOS CÃES, GUARDAI-VOS DOS MAUS OBREIROS, guardai-vos da circuncisão; Porque a circuncisão somos nós, que servimos a Deus em espírito, e nos gloriamos em Jesus Cristo, e não confiamos na carne. Ainda que também podia confiar na carne; se algum outro cuida que pode confiar na carne, ainda mais eu: Circuncidado ao oitavo dia, da linhagem de Israel, da tribo de Benjamim, hebreu de hebreus; segundo a lei, fui fariseu; Segundo o zelo, perseguidor da igreja, segundo a justiça que há na lei, irrepreensível. Mas o que para mim era ganho reputei-o perda por Cristo. E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como escória, para que possa ganhar a Cristo, E seja achado nele, não tendo a minha justiça que vem da lei, mas a que vem pela fé em Cristo, a saber, a justiça que vem de Deus pela fé; Para conhecê-lo, E A VIRTUDE DA SUA RESSURREIÇÃO, e à comunicação de suas aflições, sendo feito conforme à sua morte; Para ver se de alguma maneira posso chegar à ressurreição dentre os mortos. Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas prossigo para alcançar aquilo para o que fui também preso por Cristo Jesus. Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus. POR ISSO TODOS QUANTOS JÁ SOMOS PERFEITOS, SINTAMOS O MESMO; e, se sentis alguma coisa de outra maneira, também Deus vo-lo revelará.” Amados fica aqui meu pequeno esboço a respeito de quem é Jesus em minha vida!
שלום אדוני כל האחים, חברים עובדי הקהילה, ממש מתגעגעת.
Com amor da parte do Pai e Cristo Jesus, Pregador Maurio Maciel.


Deixe seu comentário ou reflexão! Adquira o livro "O PÚLPITO NÃO É FIM" ou convide o autor para estar levando uma palavra edificante ou realizando uma palestra em sua igreja, retiros, encontros ou eventos. Contato pelo e-mail:pregador2007@gmail.com

sábado, 1 de outubro de 2011

DEIXANDO O MUNDO E CAMINHANDO COM DEUS


Segundo a bíblia, Deus já nos conhecia antes mesmo de sermos formados: “Eu te louvarei, porque de um modo assombroso, e tão maravilhoso fui feito; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem. Os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui feito, e entretecido nas profundezas da terra. Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe; e no teu livro todas estas coisas foram escritas; as quais em continuação foram formadas, quando nem ainda uma delas havia.” (Salmo 139:14, 15 e 16)
Quando nos convertemos os passos são perecidos. Primeiro somos tomados por um sentimento que jamais experimentamos que é o verdadeiro amor de Deus. Muitos chegam a ouvir sua voz, sua presença, de modo que só quem passou por essa experiência é capaz de relatar com mínimos detalhes. O encontro com Cristo é único e perpétuo, não conseguimos esquecer aquele momento maravilhoso que nos leva a um estágio de alegria inesquecível e eterno.

Realmente “Deus” nos coloca em seus braços sempre, não só nos momentos difíceis como muitas pessoas pensam. Quando passamos a caminhar com Cristo, cremos em seu evangelho, nos sentimos felizes, e na maioria das vezes nos comportamos como verdadeiras crianças inocentes não percebendo que por diversas vezes agimos de formas erradas crendo que são certas e com isso machucamos e somos também machucados nas relações do dia-a-dia com outras pessoas que convivemos e conhecemos ao longo da vida.
O caminho com Cristo passa por estágios, os anos passam e rapidamente nos achamos maduros em seus ensinamentos, pensamos já saber tudo e nos achamos donos da razão muitas vezes frente a opiniões ou conselhos de outras pessoas. Deixamos de perguntar, de tirar duvidas que no início do caminho nos fazia bem e nos tornava pessoas mais conhecedora da palavra de Deus. Dessa forma vem às dificuldades, o afastamento, não do evangelho, mais das pessoas que um dia foi importante de alguma maneira em nossa caminhada cristã. Mais assim é a vida, diferenças, dificuldades, encontros, despedidas, duvidas, certezas, buscas e perdas. Na vida cristã passamos por diversos momentos que nos levam a várias ações. Acertamos muito, o que nos traz alegria, fortalecimento, espírito de vitória, incentivo, mais também erramos bastante, e ai vem desânimo, preocupação, desejo de para no caminho, passamos a crer ser impossível seguir diante das dificuldades e assim nos esquecemos da fé! Nosso maior aliado, nossa melhor arma contra tudo que for lançado contra nós, parece que esquecemos que um dia o Pai entregou seu Filho para salvar a humanidade e o pior nem lembramos direito que somos parte desse povo que Cristo resgatou das mãos do inimigo. Precisamos parar de agir como pobre coitado, inocente, e imaturo diante das adversidades da vida, façamos assim: “sede pois, imitadores de Deus, como filhos amados; (efésios 5:1). Pregador Maurio Maciel. Adquira o livro "O PÚLPITO NÃO É FIM" ou convide o autor para estar levando uma palavra edificante ou realizando uma palestra em sua igreja, retiros, encontros ou eventos. Contato pelo e-mail:pregador2007@gmail.com

DEDICAÇÃO AO LOUVOR


A palavra de Deus nos diz em vários versículos sobre Louvor e Adoração.

Leia alguns: No livro de salmos 100:2 "Servi ao Senhor com alegria: apresentai-vos a ele com canto", salmos 101:1 "Cantarei do teu amor e da tua justiça: a ti, ó Senhor, cantarei louvores".

Creia que toda pessoa que recebe de Deus o dom do Louvor, deve agradecer continuamente todos os dias, não só pelo fato de possuí-lo, mas também, por ser reconhecido por Deus, como uma pessoa que exerce um papel fundamental no seu reino sobre a terra.

O louvor deve ser encarado por aqueles que o exercem, como forma de servi-lo de uma maneira alegre, satisfatória e privilegiada.

Ao passo, que a bíblia, diz que: devemos cantar o amor de Deus e a sua justiça. Você membro de um grupo de louvor deve possuir este principio no seu coração e exercê-lo com dignidade, entrega total ao Espírito Santo e reverência a pessoa do nosso Senhor Jesus Cristo.

O apostolo Paulo diz na sua carta aos Romanos versículo 12:1, 3 e 6 "Portanto, rogo-vos, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos como sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional", "Pois pela graça que me é dada, digo a cada um dentre vós que não saiba mais do que convém saber, mais que saiba com moderação, conforme a medida de fé que Deus repartiu a cada um", "temos diferentes dons, segundo a graça que nos é dada". Nós que estamos em Cristo, recebemos do Senhor, um dom, para expressar a glória de Deus sobre a terra. Paulo fala no verso 6 que: "Temos diferentes dons, segundo a graça que nos é dada", ao recebermos o nosso dom, seja qual for, junto é liberado uma porção, diferenciada chamada "unção", sendo que esta porção se manifestará no seu ministério, conforme sua busca no Espírito Santo.

Você precisa fazer mais que louvar, que ministrar louvores ao Senhor, que liderar um grupo abençoado; você precisa: ser um abençoador integral, e isso, só se conseguem através de uma intimidade com Cristo, dedicando-se a Ele, com muita oração, suplica e ações de graças.

Você deseja ser usado poderosamente pelo Senhor nosso Deus ao ministrar o louvor? Se a sua resposta é sim; busque ser intimo daquele que te presenteou com este dom, segundo a graça que lhe foi dada. Seja transparente, objetivo, fiel e acima de tudo, agradecido por tudo que o Senhor tem lhes dado. Jamais esqueça que o fato de atuar, no louvor da sua igreja, te faz menos responsável pela pregação da palavra de Deus sobre a terra.

O púlpito é sempre um momento especial de adoração, compartilhado com a igreja que você pertence ou visita. Quando você visita uma igreja o que tem a passar para as pessoas depois de ministrar o louvor?

Tenho visto ao longo de muitos anos, como o Senhor Jesus age durante o louvor em diversas igrejas do nosso país; muitos ministros de louvor sobressaem nesse ministério poderoso e crescente. Você pode fazer parte dessa nova geração de adoradores, busque e conquiste o espaço que Deus tem preparado para você.

Podemos citar inúmeros irmãos, que foram usados para trazer um mover entre o povo de Deus, através de cânticos inspirados pelo Espírito Santo; letras que serviram para nos conscientizar que devemos nos quebrantar com mais freqüência diante de Deus.

Pague o preço com orações, buscando a comunhão com o Espírito Santo, fazendo jejum com sabedoria, perseverança e moderação.

A palavra de Deus diz: em 2 Timóteo 2:11 "Fiel é esta palavra: se já morremos com ele, também com ele viveremos; se perseverarmos, com ele também reinaremos"; você consegue entender a profundidade dessas palavras?

Ao passo que morremos para nós mesmos e passamos a ter uma vida consagrada ao Senhor Jesus, o fluir dos lábios de cada um será uma constante na vida de muitos que nos ouvirem. E, se persistirmos, em aplicar a nossa fé e nosso talento de forma verdadeiramente espiritual, e não religiosa para com aqueles que nos ouvem e os que nos serão enviados, com certeza haverá uma grande recompensa, reinar com Cristo entre o povo em seu reino até a sua vinda.
(Essa postagem daz parte do livro "O PÚLPITO NÃO É O FIM" adquira através do e-mail: pregador2007@hotmail.com
Com amor da parte do Pai e Cristo Jesus, Pregador Maurio Maciel. Adquira o livro "O PÚLPITO NÃO É FIM" ou convide o autor para estar levando uma palavra edificante ou realizando uma palestra em sua igreja, retiros, encontros ou eventos. Contato pelo e-mail:pregador2007@gmail.com

domingo, 18 de setembro de 2011

GRATIDÃO A PALAVRA CHAVE NA ORAÇÃO


“Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças”. (Fp 4.6)"

É vontade de Deus realizar por nós tudo aquilo que jamais realizaríamos com nossas próprias forças. E Ele nos deu uma arma imbatível para usarmos ao longo do nosso caminho para salvação que é a oração, que uma vez exercida com fé torna-se um privilégio para seus escolhidos. Amados prestem atenção nessa afirmação de Jesus, “E, tudo o que pedirdes na oração, crendo, o recebereis” (Mateus 21.22), Jesus disse tudo, e não apenas algumas coisas. O Pai tem um compromisso conosco que cremos em Sua palavra e no seu Filho. Deus nos garante que quando clamarmos por nossas vidas, com orações, súplicas e ação de graças, Ele nos ouvirá. No livro do Profeta Jeremias 33:3 está escrito, “Clama a mim, e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes que não sabes”, há coisas grandes e firmes que estão preparadas e que em breve o Pai anunciará para os seguem em Espírito e em Verdade. Da mesma forma, Ele prometeu atender-nos quando clamarmos por outras pessoas. Oração não é apenas uma forma de petição ou um ritual religioso, é algo muito mais sério e profundo, é conversar com o teu Criador diretamente sem intermediários; é a uma das melhores maneiras de nos relacionarmos com Deus. Creia que apesar de agora termos acesso livre à Sua presença, por intermédio de Jesus Cristo, as motivações que nos levam a Ele deveriam ser sempre o reconhecimento que Ele é Deus, que é Único, e o Amor e a Fé. Na maioria das vezes o que nos motiva são nossas preocupações, medos, fraqueza. Quando oramos impulsionados somente pelos nossos problemas, entramos diante de Deus com os nossos corações cheios de ansiedade. Geralmente quando isso ocorre, no primeiro instante nos apresentamos em oração fervorosamente, e em seguida procuramos com nossas próprias forças um meio de concretizá-las por não termos paciência para esperar pela resposta. Paulo disse: “Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças” (Fp 4.6). Observe a associação “oração e súplica, com ação de graças”. Busque fazer como nosso irmão Paulo ensina, colocando em primeiro lugar a gratidão por tudo o que Ele nos oferece em Cristo!
Com amor da parte do Pai e Cristo Jesus, Maurio Maciel. Adquira o livro "O PÚLPITO NÃO É FIM" ou convide o autor para estar levando uma palavra edificante ou realizando uma palestra em sua igreja, retiros, encontros ou eventos. Contato pelo e-mail:pregador2007@gmail.com

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

APRENDENDO COM NOSSO IRMÃO JÓ


"Antes te conhecia de ouvir, hoje meus olhos te veem" (Jó 42:5)

O nosso irmão Jó foi tratado ao extremo com relação à dor, angustia e sofrimento humano, e vivenciou a realidade da morte em seus entes queridos da forma mais profunda e viva possível. Por um lado, a mensagem do livro de Jó mostra a incapacidade do pensamento humano para entender o sofrimento, mas por outro lado, apresenta uma opção aos que muito veem a fé como uma falta de paciência e esperança em Deus. Nosso irmão Jó possuía qualidades indispensáveis e essenciais, pois era um homem, reto, sincero, temente a Deus e desviava-se do mal.
Porem o diabo astuto e ativo que é, sempre rondando os servos de Deus, imediatamente veio com suas artimanhas e acusações, lançando dúvidas contra Jó, Deus então permitiu que o inimigo toca-se em tudo que Jô possuía, e em seus ossos, carne, mais na vida dele não.
O mais tremendo é que Jó ao saber de toda calamidade que sobreveio a sua família, e seus bens simplesmente, adorou. Jó perdera seus filhos, os milhares de animais que possuía, bens materiais que formavam a sua riqueza, perdeu a saúde e perdeu também o apoio da esposa. A mulher de Jó naquele momento teve uma reação totalmente ao contrário do que ele esperava, eu creio que ela não tinha a mesma força que o marido. Ela conhecia Jó muito bem, por isso achava que Deus tinha sido injusto para com ele. A sua desilusão era muito grande. Com certeza ela entrou em estado de choque com tudo o que ocorreu e assim disse coisas que em uma situação normal ou mais pensada não falaria. Vendo o marido naquele sofrimento, ela preferia que Deus o levasse do que deixá-lo sofrer assim. No seu amor pelo esposo, preferia perde-lo, que tê-lo em tão grande, profundo e doloroso sofrimento.
Muitas vezes em nossas vidas, passarmos por quase todo esse processo, muitas vezes cremos que os sonhos parecem ser frustrados. Muitas foram as vezes que estivemos perto de alcançar alguma coisa que tanto havíamos sonhado e, por algum motivo, alguma fatalidade nos ocorre e não conseguimos, naquele momento, concretizar o que tanto sonhávamos. Imediatamente sentimo-nos incapazes, limitados e desanimados. Ai começamos a questionar: “Por que isso está acontecendo comigo meu Deus? O que fiz de errado?
Esse foi o questionamento de Jó, quando perdeu tudo: bens, família, amigos e saúde. Jó tinha certeza que não fora devido aos seus pecados que ele se encontrava naquela situação. Entretanto, ele não conseguia explicar o que estava acontecendo. Já no final do livro de Jó no capítulo 42:2 ele diz: “Bem sei eu que tudo podes, e nenhum dos teus pensamentos pode ser impedido”, Jô reconhece que Deus é soberano sobre todas as coisas, que Ele está no centro do controle de tudo e nada do que Ele planejou, pode ser frustrado. Jó percebe que aquela situação o levou a um novo nível de intimidade no relacionamento com Deus. “Com o ouvir dos meus ouvidos ouvi, mas agora te veem os meus olhos.” (Jó 42 : 5). Devemos buscar ser assim também em nossas vidas. Alguns de nossos sonhos serão frustrados, muitas coisas que esperamos podem não se realizar. Mesmo assim, não desanime. O que realmente importa é que Deus tem a graça da salvação através de Jesus Cristo para todo aquele que nele crê. É necessário crescermos e uma das formas disso acontecer é passarmos por frustrações que, por um momento nos causará insatisfação, angústia, desanimo mas logo em seguida, discernimento, maturidade e visão espiritual. Lembre-se, Deus cuida de nós e permite que realizemos nossos sonhos, ainda que de modo diferente do que esperamos, mas com convicção, que será da melhor maneira que poderia ser. Depois da humilhação, nosso irmão Jó recebeu o dobro do que possuía e Deus permitiu que ele ainda tivesse mais dez filhos. Entregue seus sonhos a Deus, espere por sua resposta e saiba que independente da sua resposta, você será Vitorioso. Eis duas valorosas promessas para você, “Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus; serei exaltado entre os gentios; serei exaltado sobre a terra. (Sl 46 : 10)” e “ Bem sei eu que tudo podes, e nenhum dos teus pensamentos pode ser impedido. (Jó 42:2)
Com amor em Cristo para sua reflexão, Pregador Maurio Maciel. Adquira o livro "O PÚLPITO NÃO É FIM" ou convide o autor para estar levando uma palavra edificante ou realizando uma palestra em sua igreja, retiros, encontros ou eventos. Contato pelo e-mail:pregador2007@gmail.com

sábado, 20 de agosto de 2011

BREVE COMENTÁRIO SOBRE INTERCESSÃO


Isaías 59:16 “E vendo que ninguém havia, maravilhou-se de que não houvesse um intercessor;” e, no livro de Ezequiel capitulo 22:30 “E busquei dentre eles um homem que estivesse tapando o muro, e estivesse na brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruísse; porém a ninguém achei”,.
A palavra interceder significa “colocar-se entre”, ou seja, o intercessor se coloca entre aquele que pode dar e aquele que precisa receber.
Hoje nada mudou, Deus continua a olhar para seu povo em busca de encontrar verdadeiros intercessores, que desejem assumir essa posição tão necessária em seu reino. Deus não é limitado por nada, Ele é Soberano, Único e Todo-poderoso. Porém, Ele deseja responder as orações de seu povo quando estes o buscarem em Espírito e em Verdade. “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra.” (II Crônicas 7:14), amado essa é a promessa do Pai para com seus filhos obedientes. “E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará.” (Mateus 24:12), hoje isso está ocorrendo dentro e fora da Casa do Pai (igreja), precisamos perseverar e nos colocar como instrumento atuante agindo em oração, essa é a vontade e posição que Deus quer de seus servos sobre a terra. Não podemos deixar que o amor dentro de nossos corações esfrie, sejamos como aqueles que seguem adiante, orando incessantemente, intercedendo pelos que necessitam e aguardando em Deus as promessas de Filho Jesus. Amados é diante do altar de Deus e de seu trono de graça, clamando a Ele por perdão e misericórdia é que veremos o sobrenatural de Deus se mover entre nós. Vamos agir intercedendo uns pelos outros e assim veremos muitos no Reino de Deus serem restaurados de todas as coisas, e milagres aconteceram. Muitas são as vezes que procuramos reunir intercessores e o mais difícil é virmos homens desejosos por orar. Homens de Deus, somos guardas, sentinelas do altíssimo, precisamos ser constantes em oração, buscando o trono de Deus todo o dia e toda a noite, dessa forma jamais seremos calados; vamos avançar e não seremos impedidos, caminhando em direção ao Pai não nos cansaremos, somos um povo que desejamos fazer lembrar ao SENHOR nossas causas e não queremos descansar enquanto não alcançarmos nossas petições. Vamos buscá-lo sim, nos despir de nós mesmos e nos apresentar como verdadeiros intercessores e adoradores fiéis. Amado há sobre o altar do Pai, brasas vivas que queimarão nossos lábios e oraremos de forma tão intensa, e com tamanha autoridade que nada poderá impedir o nosso verdadeiro encontro com Deus e seu Filho Jesus. Amados oraremos sem parar, clamando a Deus em nome daquele que é sobre todo nome, em o nome de Jesus Cristo. Com amor da parte do Pai e Cristo Jesus, Pregador Maurio Maciel. Adquira o livro "O PÚLPITO NÃO É FIM" ou convide o autor para estar levando uma palavra edificante ou realizando uma palestra em sua igreja, retiros, encontros ou eventos. Contato pelo e-mail:pregador2007@gmail.com

sexta-feira, 1 de julho de 2011

VOCÊ QUER CAMINHAR INCESSANTEMENTE COM CRISTO EM DIREÇÃO AO ALVO?



O apóstolo Paulo pertencia a uma companhia de filhos na qual estamos incluídos e que Deus continua levantando nesta presente hora. Ele declarou: "Prossigo para o alvo para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo(Fl. 3:12)".
Os filhos que Deus está formando para fazer parte do Seu exército de sacerdotes, guerreiros gloriosos, também tem o mesmo propósito Firme e Imutável de continuar.
Eles podem ser cortados, mas logo brotam e crescem para dar muitos frutos;
Eles podem ser injuriados, porém logo se alegram em Deus por pertencerem a Ele, porque grande é o galardão “(Mateus 5:12: exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós)”.
Eles podem ser difamados, mas logo como torres fortes revelam o que o Espírito Santo é neles;
Eles podem passar pelo fogo mas, não se queimarão;
Eles podem passar pelas águas, contudo elas não os afogarão;
Eles podem enfrentar as gangues malignas que gritam: "Crucifica, crucifica, crucifica...", todavia eles passam por elas salvos e ilesos, firmados e gloriosos no Deus que os salvou.
Amados corajosos guerreiros, eu possuo esse espírito do Senhor. O espírito d'Dele está sobre e dentro de mim, esse espírito que Jesus tinha quando andava fisicamente neste mundo e que possui também hoje, como um Espírito Glorioso. Ele declarou: "No mundo tereis aflições, mas tem bom ânimo (ânimo saudável), Eu venci o mundo (e vós vencereis também)". Ele Estava dizendo isso a mim e a vocês.
Os profetas avançaram diante de todo fogo que caia sobre eles, os fornos de fogo foram acesos e eles avançaram sem temor; as covas cheias de leões famintos não conseguiram engoli-los. Foram apedrejados e os céus se abriram diante deles. Eu tive irmãos serrados ao meio, mais os vi com superior redenção de seus corpos. Alguns dos meus irmãos mais velhos viviam escondidos nos buracos da terra, pois se caíssem morreriam, porém eles guardavam uma palavra que os sustentava e nunca pararam a caminhada nem desfaleceram da fé; mesmo dentro daquelas covas frias, seus corações ferviam cheios do fogo do céu.
Eu tenho esse espírito idêntico ao meu irmão Jesus e meus irmãos do passado, e os do presente que Ele está formando na fornalha de aflições. Vou prosseguir, vou continuar, vou conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus ”(Fl. 3:12 Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas prossigo para alcançar aquilo para o que fui também preso por Cristo Jesus)”.
As penugens da velha natureza estão caindo, já é tempo de avançar, de prosseguir. Quando o velho vai, o novo toma lugar, e eu vou voar, voar, alcançar as dimensões que estão á minha frente. Há muito para se possuir, e eu quero ter o espírito de Calebe, o qual declarou "...tenho forças para ir e vir..."(Josué 14:11 E ainda hoje estou tão forte como no dia em que Moisés me enviou; qual era a minha força então, tal é agora a minha força, tanto para a guerra como para sair e entrar)”.
Desde que abracei esta visão(O NOVO NASCIMENTO), em 1984, nunca retrocedi, meu alvo é Cristo Jesus. Precisamos pregar, falar e proclamar seus feitos, suas realizações, o seu poder de salvar o pecador e dar a vida eterna, Ele é o Filho que foi entregue para morrer por nós. Mesmo diante dos teste de fogo ardente eu continuei, e continuarei a prosseguir com fé. Passei por ventos que me abateram quase até o chão, mas esperei no Senhor, e os que esperam no Senhor renovarão as suas forças e subirão como águias. Sucedeu isto comigo. Parar? Nunca, mesmo que os demônios e os homens queiram me ameaçar, não vou parar. Ele, o Deus Todo Poderoso, me chamou e me capacitou para ir, andar, voar e alcançar as estrelas; o meu coração pulsa, e pulsa para cima. Quem me comanda é Deus, não o que pensam os homens insensatos. Não tenho tempo para parar eu já estou no ar, na atmosfera do Espírito, e os que estão aqui em cima se pararem cairão. Eles tem que continuar. Eu continuarei incessantemente nessa visão, continuarei, continuarei...
Eu tenho continuado incessantemente nessa visão e continuarei incessantemente nessa busca; na busca de pregar um evangelho genuíno, sem mentiras, sem ilusões humanas e sim, pregar as boas novas, uma palavra que reflita graça, perdão e salvação. Tenho visto só o Senhor à minha frente, e Ele me mostra coisas gloriosas para o futuro. Vamos buscá-lo incessantemente de todo o nosso coração.
Com amor de Deus e a paz de Cristo.
Com amor do Pai e Cristo Jesus, Pregador Maurio Maciel, Pastor por ordem do Pai e do seu Filho, Jesus Cristo... "E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura." (Marcos 16:15)

Amados que essa leitura sirva para sua edificação e traga em seu coração sede e fome de conhecimento da verdade que é a Palavra de Deus.
Adquira o livro "O PÚLPITO NÃO É FIM" ou convide o autor para estar levando uma palavra edificante ou realizando uma palestra em sua igreja, retiros, encontros ou eventos. Contato pelo e-mail:pregador2007@gmail.com

segunda-feira, 27 de junho de 2011

AS VIRTUDES DE UM VERDADEIRO COOPERADOR NO REINO DE DEUS


O apostolo Paulo diz em sua carta aos Filipenses 2:25 a 29 "Julguei, todavia, necessário mandar até vós a Epafrodito, por um lado meu irmão, cooperador e companheiro; e, amigo de lutas; e, por outro, vosso mensageiro e vosso auxiliar nas minhas necessidades; visto que ele tinha saudade de todos vós e estava angustiado porque ouviste que adoeceu. Com efeito, adoeceu mortalmente; Deus, porém, se compadeceu dele, e não somente dele, mas também de mim, para que eu não tivesse tristeza sobre tristeza. Por isso tanto mais me apresso em mandá-lo, para que, vendo-o novamente, vos alegreis, e eu tenha menos tristeza. Recebei-o, pois, no Senhor, com toda a alegria, e honrai sempre a homens como esse.”

Paulo fundador da igreja em Filipos, na Macedônia, em sua segunda viagem missionária. Dirigindo-se Paulo para Bitínia; quando em sonho o Espírito de Deus; mostra-lhe um Macedônio dizendo: “Passa em Macedônia e ajuda-nos.” Entendendo Paulo que o Espírito de Deus o estava chamado para fazer missões naquela região, assim o fez. Foi Filipos, a primeira cidade da Macedônia, que recebeu a pregação do evangelho. O trabalho de implantação da igreja naquela cidade foi muito difícil. A primeira pessoa a se converter na cidade foi Lídia, ela vendia Púrpura; após ela o carcereiro e sua família quando Paulo e Silas estavam presos. Mesmo diante de tantas dificuldades, o trabalho de evangelização só se firmou com muitas tribulações, perseguições, e as muitas resistências ao evangelho. A igreja de Filipos cresceu forte, amadurecida, cheia de homens e mulheres de Deus. Seus líderes eram fortes, intrépidos, sinceros e servos do Deus. De Filipos saiu Epafrodito, Evódia, Síntique e Clemente, considerados como coluna da igreja. Certo dia eles receberam a notícia que o apóstolo Paulo, fundador da igreja estava preso e passava necessidade em Roma. No mesmo instante alguns irmãos se dispuseram para levantar uma oferta e enviá-la a Paulo. Mas veio a pergunta, quem iria enfrentar os obstáculos dessa viagem longa para levar esta oferta? Com certeza creio que Epafrodito, que fazia parte da liderança da igreja de Filipos se voluntariou imediatamente como aquele que levaria as boas novas ao irmão Paulo, Filipenses. 4:18. Durante a viagem Epafrodito adoeceu gravemente em Roma; porém não deixou de cumprir sua missão de ajudar Paulo. O reino do Pai é construído por servos que se destacam por suas virtudes, motivação e honra na obra de Deus em nome de Jesus. Acho interessante Paulo mencionar algumas virtudes de Epafrodito: “Meu irmão”, significa que eles compartilhavam a mesma fé, a mesma visão da obra no reino do Pai. Somente verdadeiros irmãos, sacrificam-se uns pelos outros em amor. Depois Paulo diz “Cooperador,” alguém que está disposto a servir sem pedir nada em troca, em tudo que faz, não pensa em aparecer e se é notado não se vangloria. O verdadeiro cooperador serve nas necessidades e trabalhos simples como nos complexos. Por último Paulo o chama de Companheiro de lutas, nada mais que um amigo e irmão nas horas difíceis, de lutas e adversidades. Exatamente no momento que Paulo se encontrava preso e a morte se fazia ameaçadora, lá estava Epafrodito, buscando animá-lo, consolando e servindo seu irmão. Paulo fala no verso 29 “ Honrai a homens como esse”. A honra é um sentimento de respeito, é reconhecer e ter gratidão, por aquilo que foi realizado por outro. Graça e paz da parte Do Pai e Cristo Jesus.
Leia, reflita e deixe seu comentário para edificação do corpo.
Divulgue esse Blog! Adquira o livro "O PÚLPITO NÃO É FIM" ou convide o autor para estar levando uma palavra edificante ou realizando uma palestra em sua igreja, retiros, encontros ou eventos. Contato pelo e-mail:pregador2007@gmail.com

quinta-feira, 2 de junho de 2011

CREIA QUE SEU TEMPO CHEGOU!



"Buscai ao Senhor e a sua força; buscai a sua face continuamente" (Sl 105.4)."

Chegou o tempo de Deus exaltar você, o túmulo está vazio, Jesus ressuscitou aleluia! Creia que Seu favor sobrenatural está sobre a sua vida, pois você faz parte dos "favoritos de Deus".
Deus te escolheu para reinar juntamente com Ele por intermédio do seu Filho Jesus. Isso é primogenitura espiritual que o Pai concede através da graça. A graça se manifesta não porque você a merece, mas principalmente porque você é amado, lavado, remido e agraciado pelo Senhor Jesus. Graça, em grego é "charis" que também significa favor.
Nosso irmão o apóstolo Paulo disse em I Coríntios 1:27.28: "Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes e as que não são para confundir as que são". Esta escolha foi feita a partir da Sua soberana vontade e amor o que te tornou agraciado em Cristo pela sua morte na cruz e assim dando-nos acesso a salvação.
Você também é um escolhido de Deus! No Livro de Efésios 2:8,9 nos diz: "Pois é pela graça que sois salvos, por meio da fé – e isto não vem de vós, é dom de Deus – não por obras, para que ninguém se glorie", o mundo pode até considerar loucura a sua fé, mas Deus te favoreceu com a Sua graça, misericórdia e compaixão.
Você não pode se gloriar diante do êxito e da vitória que alcança, pois sabe que não é a tua força ou o favor do homem que te exalta diante dos seus inimigos, mas o poder de Deus. O salmista disse no capítulo 60.11 "Dá-nos auxílio na angústia, porque vão é o socorro do homem."

Ana sabia disso quando cantava profeticamente: "O meu coração exulta ao Senhor, o meu poder está exaltado no Senhor; a minha boca se dilatou sobre os meus inimigos, porquanto me alegro na tua salvação" (1Sm 2.1). Todo o poder que opera em nós provém de Deus. Assim como o Senhor fez com Jabez, onde quer que você esteja, será reconhecido e destacado pela graça de Deus e se assentará juntamente com os príncipes em autoridade e poder sobre a terra. Neste exato momento Ele, o EU SOU QUEM SOU, está alargando as tuas fronteiras e ampliando os teus termos. Quando José estava na prisão, o carcereiro viu que ele era favorecido do Senhor. No livro de Salmos 105:18,19 diz "em ferros até ao tempo em que chegou a palavra do Senhor".
Creia que a palavra viva e eficaz que provem da boca de Deus te trará a vitória, libertação, crescimento e você frutificará ao tempo do Senhor.
Esse é o tempo de vencer mediante a total dependência de Deus em sua vida.
Com amor do Pai e Cristo Jesus, Pregador Maurio Maciel
Adquira o livro "O PÚLPITO NÃO É FIM" ou convide o autor para estar levando uma palavra edificante ou realizando uma palestra em sua igreja, retiros, encontros ou eventos. Contato pelo e-mail:pregador2007@gmail.com

segunda-feira, 25 de abril de 2011

PORQUE PRECISAMOS SER CHEIOS DO ESPÍRITO SANTO?


Texto: Efésios 5:18 "E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito;"

Hoje muito mais que o desejo de ser cheio com o Espírito Santo para se fazer a vontade do Senhor, muitos buscam apenas o poder para a si mesmo, e assim se exaltar e engrandecer.

O que nos motiva a buscar o Espírito Santo e porque precisamos buscar?

Primeiro precisamos entender que ser cheio com o Espírito e ter o Espírito Santo, são duas coisas totalmente distintas.
Quando confessamos Jesus como nosso Salvador e Senhor, recebemos o Espírito Santo e nascemos de novo, isso se dá pelo poder do Espírito Santo.
E aquele que nasce do Espírito é espírito (Jo 3:6). É isso que acontece sempre que alguém nasce de novo: Cristo, pelo Espírito Santo, passa a habitar em seu íntimo.
Para sermos cheios com o Espírito Santo precisamos receber o batismo no Espírito, que se dá ao confessarmos Jesus e passamos então a fazer parte de um só corpo, estamos a partir desse momento unidos a todos que fazem parte da mesma fé. Batismo no Espírito Santo não é falar em línguas estranhas que fique bem claro isso, falar em línguas o apóstolo Paulo chama de dom do Espírito.
A palavra traduzida por encher, no grego, significa invadir, tomar posse de. Quando o crente está totalmente cheio, o Espírito Santo toma posse dele e, então pode controlá-lo. Colocamos a nossa vontade, a nossa mente e as nossas atitudes em obediência e em conformidade com a Palavra de Deus.
Quando somos batizados com o Espírito Santo, recebemos uma porção maior do Espírito de Deus em nosso íntimo do que quando aceitamos Jesus.

Hoje há um número de cristãos que desejam ser cheios, que desejam o poder de Deus operando em sua vida. Querem ser usados por Deus, mas são poucos os que realmente experimentam a manifestação desse poder que produzia tantos milagres entre os cristãos primitivos.
Sabe por que?
Por que a maioria dos crentes de hoje ainda não morreu.
Enquanto não morremos para nosso eu, não pode haver vida genuína do Espírito. Gálatas 5:17 -Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne, porque são opostos entre si; para que não façais o que, porventura, seja do vosso querer.

É impossível alguém que é controlado pela carne viver a plenitude do Espírito Santo. Pra viver essa plenitude precisamos crucificar ou mortificar as obras do corpo (ler Rm 8:5).
Estamos mais preocupados com a nossa vida própria do que com a vontade do Senhor. Nunca temos tempo, estamos sempre cansados, preocupados com os nossos próprios interesses.
Não se pode querer o poder de Deus, os dons do Espírito e continuar fazendo aquilo que agrada a carne.
Se quisermos ter o poder de Deus em nossa vida, precisamos estar dispostos a abrir mão dela, renunciar, esquecer que temos vida própria e entregar-nos a Cristo.
Então teremos dado o primeiro passo para alcançar a plenitude do Espírito.

Porque precisamos ser cheios com o Espírito Santo?

Em Atos 1:8 Jesus disse: “Mas receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês, e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda Judéia e Samaria, e até os confins da terra”.
Ele não estava apenas querendo dizer que os crentes iam falar em outras línguas.
A manifestação do dom de línguas é conseqüência. Devemos compreender plenamente o que é ser batizado com o Espírito Santo.
Quando somos realmente batizados com o Espírito Santo, obtemos o poder de Deus. Assim, o Senhor tem o controle de nossa vida.
O poder miraculoso do dunamis (do grego = poder miraculoso, capacidade, força) de Deus que nos transforma em testemunhas vivas de Jesus Cristo, assim como os apóstolos após o Pentecostes.
Em outras palavras, dunamis é a capacitação divina com o poder do Espírito Santo para realizarmos a obra que nos foi delegada.

Jesus disse que seus discípulos receberiam poder depois que o Espírito Santo fosse derramado sobre eles. Qual o propósito desse poder?
Será que era pra eles se tornarem orgulhosos dizendo: veja que ministério tremendo Deus nos deu.
Não, de maneira nenhuma.
Jesus afirmou que o propósito da manifestação do poder era que eles fossem suas testemunhas em todo o mundo.
E foi isso que aconteceu com a igreja primitiva quando receberam o batismo com o Espírito Santo.

Sabe irmãos porque não vemos grandes manifestações do poder de Deus nos dias de hoje? Porque a maioria dos crentes quer ser cheia do poder de Deus apenas dentro da igreja.
Onde acontecem os maiores milagres? Do lado de fora. Onde Jesus operava milagres? No meio das multidões (mulher do fluxo de sangue, multiplicação dos Pães, cego Bartimeu).
Hoje nos vemos as cruzadas evangelísticas onde pessoas são curadas, onde há um grande número de conversões. Por que estes homens de Deus compreenderam e obedeceram à vontade do Senhor.

Onde estão os perdidos? Dentro da Igreja ou fora?
O poder de Deus é para sermos testemunhas do Senhor Jesus nesta terra. Precisamos aprender que quando somos cheios com o Espírito Santo, e recebemos o poder de Deus, não mais nos apoiamos em nossa própria força, ou no nosso próprio entendimento. Nos apoiamos no poder do Espírito Santo que habita em nós. Que nos capacita a ir, a enfrentar o inimigo, e pregar a palavra de salvação, despovoando o inferno e levando um grande número de almas aos pés do Senhor.
O mesmo Espírito que estava sobre Jesus ungiu também os discípulos. E é este mesmo Espírito que Deus quer derramar sobre você, Deus quer que você tenha a mesma unção poderosa.
Não acredite nas mentiras de satanás que diz que você não pode. Jesus afirmou em Jo. 14:12: (vocês farão) coisas ainda maiores que estas.
Você pode ser uma testemunha do amor, do poder, da vida de Deus.
Para isso basta apenas que você permaneça sempre cheio do espírito Santo.
É preciso que o Espírito de Deus flua continuamente em nós.

Como isso é possível?

Através da comunhão com Deus. Se deixarmos de ter comunhão com Deus e impedimos que o Espírito flua em nós e através de nós, nossa vida se seca ou se torna um lago de água estagnada.
Jesus estava em constante comunhão com o Pai. Isso o capacitava a estar sempre cheio do Espírito e pronto para enfrentar os ataques de Satanás. Se quisermos ser espiritualmente prontos para os combates e para fazer a vontade de Deus, devemos permanecer em comunhão com Cristo. Temos de manter nosso coração e nossa mente centrados nele.
Precisamos encher nossa mente com pensamentos a respeito dele e de Sua Palavra.
Deus deseja que nós, nestes tempos finais, vivamos cada dia no poder e na unção do Espírito Santo e caminhemos em vitória plena contra o poder do maligno.
Peça a Deus que lhe dê uma nova unção e aja com poder para cumprir a vontade do Senhor.

Esteja sempre cheio, transbordando, da presença do Espírito Santo e seja uma testemunha do amor, da graça e do poder de Deus onde você estiver.
Mensagem de nossa irmã em Cristo Prª Vanúbia O. M. Rodrigues. A todos vocês com amor da parte do Pai e Cristo Jesus.

Leia reflita e medite e deixe um comentário. Adquira o livro "O PÚLPITO NÃO É FIM" ou convide o autor para estar levando uma palavra edificante ou realizando uma palestra em sua igreja, retiros, encontros ou eventos. Contato pelo e-mail:pregador2007@gmail.com

quarta-feira, 20 de abril de 2011

CREIA QUE SEU TEMPO CHEGOU!


"Buscai ao Senhor e a sua força; buscai a sua face continuamente" (Sl 105.4)."

Chegou o tempo de Deus exaltar você, o túmulo está vazio, Jesus ressuscitou aleluia! Creia que Seu favor sobrenatural está sobre a sua vida, pois você faz parte dos "favoritos de Deus".
Deus te escolheu para reinar juntamente com Ele por intermédio do seu Filho Jesus. Isso é primogenitura espiritual que o Pai concede através da graça. A graça se manifesta não porque você a merece, mas principalmente porque você é amado, lavado, remido e agraciado pelo Senhor Jesus. Graça, em grego é "charis" que também significa favor.
Nosso irmão o apóstolo Paulo disse em I Coríntios 1:27.28: "Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes e as que não são para confundir as que são". Esta escolha foi feita a partir da Sua soberana vontade e amor o que te tornou agraciado em Cristo pela sua morte na cruz e assim dando-nos acesso a salvação.
Você também é um escolhido de Deus! No Livro de Efésios 2:8,9 nos diz: "Pois é pela graça que sois salvos, por meio da fé – e isto não vem de vós, é dom de Deus – não por obras, para que ninguém se glorie", o mundo pode até considerar loucura a sua fé, mas Deus te favoreceu com a Sua graça, misericórdia e compaixão.
Você não pode se gloriar diante do êxito e da vitória que alcança, pois sabe que não é a tua força ou o favor do homem que te exalta diante dos seus inimigos, mas o poder de Deus. O salmista disse no capítulo 60.11 "Dá-nos auxílio na angústia, porque vão é o socorro do homem."

Ana sabia disso quando cantava profeticamente: "O meu coração exulta ao Senhor, o meu poder está exaltado no Senhor; a minha boca se dilatou sobre os meus inimigos, porquanto me alegro na tua salvação" (1Sm 2.1). Todo o poder que opera em nós provém de Deus. Assim como o Senhor fez com Jabez, onde quer que você esteja, será reconhecido e destacado pela graça de Deus e se assentará juntamente com os príncipes em autoridade e poder sobre a terra. Neste exato momento Ele, o EU SOU QUEM SOU, está alargando as tuas fronteiras e ampliando os teus termos. Quando José estava na prisão, o carcereiro viu que ele era favorecido do Senhor. No livro de Salmos 105:18,19 diz "em ferros até ao tempo em que chegou a palavra do Senhor".
Creia que a palavra viva e eficaz que provem da boca de Deus te trará a vitória, libertação, crescimento e você frutificará ao tempo do Senhor.
Esse é o tempo de vencer mediante a total dependência de Deus em sua vida.
Com amor do Pai e Cristo Jesus, Pregador Maurio Maciel

LEIA, REFLITA, DEIXE SEU COMENTÁRIO E PASSE A SEUS CONTATOS PARA SEREM ABENÇOADOS COM A LEITURA QUE EDIFICA.

Contato: pregador2007@gmail.com Adquira o livro "O PÚLPITO NÃO É FIM" ou convide o autor para estar levando uma palavra edificante ou realizando uma palestra em sua igreja, retiros, encontros ou eventos. Contato pelo e-mail:pregador2007@gmail.com

domingo, 10 de abril de 2011

A CEIA DO SENHOR: PONTOS PRINCIPAIS


“E, chegada a tarde, foi com os doze. E, quando estavam assentados a comer, disse Jesus: Em verdade vos digo que um de vós, que comigo come, há de trair-me. E eles começaram a entristecer-se e a dizer-lhe um após outro: Sou eu? E outro disse: Sou eu? Mas ele, respondendo, disse-lhes: É um dos doze, que põe comigo a mão no prato. Na verdade o Filho do homem vai, como dele está escrito, mas ai daquele homem por quem o Filho do homem é traído! Bom seria para o tal homem não haver nascido. E, comendo eles, tomou Jesus pão e, abençoando-o, o partiu e deu-lho, e disse: Tomai, comei, isto é o meu corpo. E, tomando o cálice, e dando graças, deu-lho; e todos beberam dele. E disse-lhes: Isto é o meu sangue, o sangue do novo testamento, que por muitos é derramado. Em verdade vos digo que não beberei mais do fruto da vide, até àquele dia em que o beber, novo, no reino de Deus.” (Marcos 14:17 a 25)

Define-se a Ceia do Senhor ou Comunhão como o rito distintivo da adoração cristã, instituído pelo Senhor Jesus na véspera de sua morte expiatória. Consiste na participação solene do pão e vinho, os quais, sendo apresentados ao Pai em memória do sacrifício inexaurível de Cristo, tornam-se um meio de graça pelo qual somos incentivados a uma fé mais viva e fidelidade maior a ele. Os seguintes são os pontos-chave dessa ordenança: (a) Comemoração. "Fazei isto em memória de mim." Cada ano, no dia 4 de julho, o povo norte-americano recorda de maneira especial o evento que o fez um povo livre. Cada vez que um grupo de cristãos se congrega para celebrar a Ceia do Senhor, estão comemorando, dum modo especial, a morte expiatória de Cristo que os libertou dos pecados. Por que recordar a sua morte mais do que qualquer outro evento de sua vida? Porque a sua morte foi o evento culminante de seu ministério e porque somos salvos, não meramente por sua vida e seus ensinos, embora sejam divinos, mas por seu sacrifício expiatório. (b) Instrução. A Ceia do Senhor é uma lição objetiva que expõe os dois fundamentos do Evangelho: 1) A encarnação. Ao participar do pão, ouvimos o apóstolo João dizer: "E o Verbo se fez carne e habitou entre nos" (João 1:14); ouvimos o próprio Senhor declarar: "Porque o pão de Deus é aquele que desce do céu e dá vida ao mundo" (João 6:33). 2) A expiação. Mas as bênçãos incluídas na encarnação nos são concedidas mediante a morte de Cristo. O pão e o vinho simbolizam dois resultados da morte: a separação do corpo e da vida, e a separação da carne e do sangue. O simbolismo do pão partido é que o Pão deve ser quebrantado na morte (Calvário) a fim de ser distribuído entre os espiritualmente famintos; o vinho derramado nos diz que o sangue de Cristo, o qual é sua vida, deve ser derramado na morte a fim de que seu poder purificador e vivificante possa ser outorgado às almas necessitadas. (c) Inspiração. Os elementos, especialmente o vinho, nos lembram que pela fé podemos ser participantes da natureza de Cristo, isto é, ter "comunhão com ele". Ao participar do pão e do vinho da Ceia, o ato nos recorda e nos assegura que, pela fé, podemos verdadeiramente receber o Espírito de Cristo e ser o reflexo do seu caráter. (d) Segurança. Este cálice é o Novo Testamento no meu sangue"! (1 Cor. 11:25). Nos tempos antigos a forma mais solene de aliança era o pacto de sangue, que era selado ou firmado com sangue sacrificial. A aliança feita com Israel no Monto Sinai foi um pacto de sangue. Depois que Deus expôs as suas condições e o povo as aceitou, Moisés tomou uma bacia cheia de sangue sacrificial e aspergiu a metade sobre o altar do sacrifício, significando esse ato que Deus se havia comprometido a cumprir a sua parte do convênio; em seguida, ele aspergiu o resto do sangue sobre o povo, comprometendo-o, desse modo, a guardar também a sua parte do contrato (Êxo. 24:3-8). A nova aliança firmada por Jesus é um pacto de sangue. Deus aceitou o sangue de Cristo (Hebreus 13:20: Ora, o Deus de paz, que pelo sangue da aliança eterna tornou a trazer dos mortos a nosso Senhor Jesus Cristo, grande pastor das ovelhas); portanto, comprometeu-se, por causa de Cristo, a perdoar e salvar a todos os que vierem a ele. O sangue de Cristo é a divina garantia de que ele ser benévolo e misericordioso para aquele que se arrepende. A nossa parte nesse contrato é crer na morte expiatória de Cristo. (Rom. 3:25,26.) Depois, então poderemos testificar que foram aspergidos com o sangue da nova aliança. (1Ped. 1:2.) (e) Responsabilidade. Quem deve ser admitido ou excluído da Mesa do Senhor? Paulo trata da questão dos que são dignos do sacramento em 1Cor. 11:20-34. "Portanto, qualquer que comer este pão, ou beber este cálice do Senhor indignamente, será culpado (uma ofensa ou pecado contra) do corpo e do sangue do Senhor." Quer isso dizer que somente aqueles que são dignos podem chegar-se à Mesa do Senhor? Então, todos nós estamos excluídos! Pois quem dentre os filhos dos homens é digno da mínima das misericórdias de Deus? Não, o apóstolo não está falando acerca da indignidade das pessoas, mas da indignidade das ações. Sendo assim, por estranho que pareça, é possível a uma pessoa indigna participar dignamente. E em certo sentido, somente aqueles que sinceramente sentem a sua indignidade estão aptos para se aproximar da Mesa; os que se justificam a si mesmos nunca serão dignos. Outrossim, nota-se que as pessoas mais profundamente espirituais são as que mais sentem a sua indignidade. Paulo descreve-se a si mesmo como o "principal dos pecadores" (1Tim. 1:15). O apóstolo nos avisa contra os atos indignos e a atitude indigna ao participar desse sacramento. Como pode alguém participar indignamente? Praticando alguma coisa que nos impeça de claramente apreciar o significado dos elementos, e de nos aproximarmos em atitude solene, meditativa e reverente. No caso dos coríntios o impedimento era sério, a saber, a embriaguez. Extraído do livro"Conhecendo as Doutrinas da Bíblia"- Myer Pearlman. Com amor da parte do Pai e Cristo Jesus.
Leia e deixe seu comentário. Adquira o livro "O PÚLPITO NÃO É FIM" ou convide o autor para estar levando uma palavra edificante ou realizando uma palestra em sua igreja, retiros, encontros ou eventos. Contato pelo e-mail:pregador2007@gmail.com

sábado, 9 de abril de 2011

QUANDO NASCEMOS



"SENHOR, tu me sondaste, e me conheces. Tu sabes o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento. Cercas o meu andar, e o meu deitar; e conheces todos os meus caminhos. Não havendo ainda palavra alguma na minha língua, eis que logo, ó SENHOR, tudo conheces. Tu me cercaste por detrás e por diante, e puseste sobre mim a tua mão. Tal ciência é para mim maravilhosíssima; tão alta que não a posso atingir. Para onde me irei do teu espírito, ou para onde fugirei da tua face? Se subir ao céu, lá tu estás; se fizer no inferno a minha cama, eis que tu ali estás também. Se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar, Até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá.
Se disser: Decerto que as trevas me encobrirão; então a noite será luz à roda de mim.
Nem ainda as trevas me encobrem de ti; mas a noite resplandece como o dia; as trevas e a luz são para ti a mesma coisa; Pois possuíste os meus rins; cobriste-me no ventre de minha mãe. Eu te louvarei, porque de um modo assombroso, e tão maravilhoso fui feito; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem. Os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui feito, e entretecido nas profundezas da terra. Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe; e no teu livro todas estas coisas foram escritas; as quais em continuação foram formadas, quando nem ainda uma delas havia. E quão preciosos me são, ó Deus, os teus pensamentos! Quão grandes são as somas deles! Se as contasse, seriam em maior número do que a areia; quando acordo ainda estou contigo." (Salmos 139;1 a 18)

Desde o ventre de nossa mãe, temos um caminho a percorrer.
Nascemos tão frágeis, tão pequeninos e sem a menor idéia do que acontecerá conosco.
Reconhecemos o cheiro da mamãe, o som da voz do papai e demoramos muito para perceber as outras coisas a nossa volta. Assim começa a nossa longa jornada chamada “vida”, longa porque por menor que seja o tempo de vida ás vezes, cada dia a ser vivido é longo, cansativo e cheio de emoções.
Vamos sendo embalados pelos braços do Pai até que começamos a aprender e perceber como a vida realmente é.
Caminhamos, corremos, nos alimentamos, brincamos e como é tudo tão bom e feliz, somos inocentes, não sabemos onde está o perigo, o que vai nos machucar, o que é bom e o que é ruim.
Então vamos crescendo e chegamos á idade da razão, achamos que sabemos tudo e começamos mudar, tantas perguntas, tantas diferenças, tantas dúvidas e tantas dificuldades, assim é o caminho da vida.
Adultos, perdemos completamente a inocência, perdemos aquela necessidade de abraços, afagos, carinhos, palavras no diminutivo. Sofremos, erramos, acertamos, as horas são menores, as noites mal dormidas, tantas preocupações, correria, esquecemos o que é importante ou achamos que é, e ficamos buscando em pequenas fagulhas uma felicidade quase impossível de alcançar.
JESUS disse para sermos como os pequeninos, o que não significa com certeza voltarmos ao ventre de nossa mãe e ser um bebê novamente, mas buscar dentro de nós a inocência que somente nas mãos do nosso Pai Celestial poderemos alcançar, e deixar que Ele mesmo com seu Eterno Amor nos ensine, nos conduza, nos mostre o verdadeiro caminho da Vida Eterna.
Caminhos percorridos terão seu destino certo se somente o AMOR DO PAI estiver em nosso coração durante toda a jornada, a confiança dissipa toda a ansiedade, a esperança trás mais felicidade e a fé nos faz alcançar a vida. Por Janete Maciel, minha esposa, com amor da parte do Pai e Cristo Jesus a todos.

Deixe um comentário e divulgue para seus amigos e contatos. Adquira o livro "O PÚLPITO NÃO É FIM" ou convide o autor para estar levando uma palavra edificante ou realizando uma palestra em sua igreja, retiros, encontros ou eventos. Contato pelo e-mail:pregador2007@gmail.com

quarta-feira, 30 de março de 2011

A JUSTIÇA DE DEUS



A Expiação de Cristo direciona os nossos pensamentos a Deus como Aquele cuja santidade governante demanda satisfação, cuja inflexível justiça insistiu que suas demandas sejam cumpridas plenamente, e cuja lei reta deve ser magnificada e honrada, antes que qualquer bênçãos resultantes pudessem fluir aos Seus eleitos, considerados como os filhos culpados e depravados de Adão. Deus “ao culpado não tem por inocente” {Êxodo 34:7}. Muito diferente daquilo que se passa por amor na esfera humana, o amor de Deus vai de encontro à lei; não é exercido em desafio à justiça. Deus é “luz” {I João 1:5}, bem como Ele é “amor”; e porque Ele assim o é, o pecado não pode ser ignorado, sua odiosidade minimizada, nem cancelada a sua culpa. Isso é verdade, que onde abundou o pecado, superabundou a graça, Todavia a graça não abundou às custas da justiça, antes, “também a graça reina ‘através' da justiça” (Romanos 5:21).

Mas não poderia Deus remir os pecados do Seu povo sem uma satisfação expiadora? Esta questão nos é respondida de forma explícita e com toda autoridade, em Hebreus 9:22, “... sem derramamento de sangue não há remissão.” Comentando neste versículo em seu memorável livro “The Atonement” (1871), o falecido Hugh Martin escreveu, “Sem dúvida, à primeira vista, este [versículo] parece meramente alegar um fato, sem assinalar um motivo. Parece declarar nada mais do que a verdade histórica, que verdadeiramente Deus nunca remiu os pecados dos homens sem derramamento de sangue. Mas se a ênfase for colocada na palavra “remissão”, e se for tida em mente uma idéia verdadeira quanto à transação que essa palavra representa, notar-se-á que a proposta, “não é remissão sem derramamento de sangue”, não alega meramente o fato, mas também designa uma razão para tal fato —expressar não somente a realidade histórica, mas o princípio fundamental que a justifica, e o qual somente necessita ser cuidadosamente investigado e compreendido, para prover uma resposta satisfatória à questão, ‘Por que Deus não poderia perdoar os pecados dos homens sem uma Expiação ? '

“Pois, quando o escritor inspirado afirma que sem derramamento de sangue não há remissão, é como se ele tivesse dito: “Vocês podem imaginar um perdão sem derramamento de sangue, se quiserem; vocês podem conjeturar, ou invocar, algum outro método de perdão; vocês podem conceber a idéia de Deus lidando com o pecador, e livrando-o da punição devida por suas iniqüidades; sem que estas iniqüidades sejam perdoadas; sem que a penalidade incorrida pelas mesmas seja exigida; sem que a lei a qual eles transgridem seja limpa da mancha de desonra com a qual eles a macularam; sem um sacrifício caro; sem uma propiciação solene; sem um resgate impagável. Mas qualquer transação que esta possa ser, isso não seria remissão . Considerando que seria bem possível para Deus isentar o pecador; anular, através de um decreto meramente arbitrário, e sem qualquer satisfação à justiça divina, o débito que o pecador havia contraído; parar com Sua ira para com os Seus inimigos e retornar ao estado de amizade; dizer, ‘Sejam perdoados os seus pecados, agora vocês não têm nada a temer'; tudo isso, ‘sem derramamento de sangue', sem qualquer sacrifício ou reparação ou expiação: ainda assim tudo isso, no que quer que possa resumir-se, não equivale a remissão . De o nome que lhe aprouver: seja o que for; não é remissão. Pode ser considerado como um equivalente à remissão; pode haver lugar e espaço para o mesmo; pode ser que multidões preocupem-se em averiguar e investigar, ou tenham até mesmo a necessidade de tanto, ou se dêem ao trabalho de buscar. Mas, conquanto isso seja possível da parte de Deus, conquanto possa ser satisfatório para os homens, não se trata de remissão . Pode parecer remissão. Pode dar a impressão de carregar em si tudo aquilo que os não esclarecidos imaginam, quando pensam sobre remissão; mas não se trata de remissão real. Sem derramamento de sangue não há remissão.

“O que a consciência esclarecida de um inquiridor angustiado anseia é “remissão” —remissão de pecado. E o que é isso? É a remoção de culpa; remoção da responsabilidade pela ira de Deus; remoção da Criminalidade ou da iniqüidade. É uma sentença de “ Não Culpado ”. É o reconhecimento da inculpabilidade perante o Santo de Israel; uma posição e relação para com Deus, portanto, na qual a Sua ira seria indevida, injusta, impossível. Isso seria Remissão .”

Não devemos antecipar o campo que esperamos cobrir em capítulos adiante, exceto ao dizer aqui que, o grande problema que confrontou a Deus, e com relação ao qual ousamos dizer que nunca poderia ter sido resolvido seja por inteligência humana ou angelical, foi, como a Misericórdia poderia agir livremente sem insultar a justiça, ou como a Justiça poderia exigir o cumprimento do que lhe era devido sem que as mãos da Misericórdia fossem atadas. Uma solução perfeita e completamente satisfatória para este problema foi encontrada e provida na Satisfação feita a Deus pela mediação do Redentor. É nessa satisfação que “A misericórdia e a verdade se encontraram; a justiça e a paz se beijaram.” {Salmo 85:10}. É essa satisfação que proporcionou a Deus ser “...justo e justificador daquele que tem fé em Jesus.” {Romanos 3:26}
Por nosso irmão que já se encontra dormindo esperando o dia do Senhor Arthur W. Pink. Com amor da parte do Pai, Maurio Maciel. Adquira o livro "O PÚLPITO NÃO É FIM" ou convide o autor para estar levando uma palavra edificante ou realizando uma palestra em sua igreja, retiros, encontros ou eventos. Contato pelo e-mail:pregador2007@gmail.com

quarta-feira, 23 de março de 2011

VOCÊ ESTÁ PREPARADO PARA IR?


" O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se."(2 Pedro 3:8-9).

Ainda há tempo de se arrepender e ter Jesus Cristo como seu único e suficiente Salvador, está escrito "Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem." (1 Timóteo 2:5), e chegará o dia em que todos morreremos, é um fato. Há um porém, quem está em Cristo e anda segundo a sua palavra terá vida eterna e quem não tem Jesus como Senhor e salvador perecerá para sempre na congregação dos mortos(inferno) “O homem que anda desviado do caminho do entendimento, na congregação dos mortos repousará”(Proverbios 21:16). É necessário entender que todo aquele que busca caminhar segundo a palavra de Deus estará seguindo para uma eterna convivência com nosso Senhor Jesus e todos aqueles que morreram crendo que Ele é o Senhor e Salvador de suas vidas.

A congregação dos vivos é aquela que estará junto ao Pai para todo o sempre. O medo da morte para os que estão em Cristo na verdade não existe em seu espírito, mais é sentida por sua alma, devido a mesma ser apegada a coisas desse mundo. Quando fazemos parte do corpo de Cristo sobre a terra e convivemos com irmãos com a mesma convicção de fé, somos impactados por uma motivação grande e acentuada no sentido de desejarmos que Jesus volte logo e ao mesmo tempo nos deparamos as vezes com o desejo que Jesus retarde um pouco sua vinda devido o nosso egoísmo, nossos desejos, ambições, quando na verdade deveríamos pensar com a mesma plenitude e essência do nosso irmão em Cristo apóstolo Paulo que escreveu na carta aos Filipenses 1:21 a 26 ”Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho. Mas, se o viver na carne me der fruto da minha obra, não sei então o que deva escolher. Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir, e estar com Cristo, porque isto é ainda muito melhor. Mas julgo mais necessário, por amor de vós, ficar na carne. E, tendo esta confiança, sei que ficarei, e permanecerei com todos vós para proveito vosso e gozo da fé”.

Paulo jamais temeu a morte, assim como Cristo padeceu pelo evangelho, pela propagação das boas novas aos gentios e aos judeus, ele não discriminava raça, cor ou credo, caminhava firme pregando e batizando em nome de Jesus. Paulo desejou permanecer mais para ppregar o evangelho e não por amor a seus amigos, seus familiares, seus ou desejos. Muitas foram suas aflições, perseguições, ciladas e circunstâncias inusitadas pelas quais ele passou. Quando Paulo diz “Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho”, significa em minha opinião que ele chegou a um grau de intimidade com Cristo tão elevado, que chegou ao ponto de mostrar que viveu todas as possibilidades de graça e de lutas possíveis para um homem em relação a pregação do evangelho.

Morrer para todo ser humano é um fato, não há como evitar, a não ser que Jesus volte e estejamos ainda vivos, nesse caso seremos arrebatados. Mais o que podemos fazer em relação a morte é crer que Jesus já venceu a morte, que por meio de crer Nele recebemos a vida eterna. "Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá"(João 11:25). Os que morrem no corpo crendo em Jesus, no espírito apenas dormirá e ficará esperando o grande momento de ressuscitar com Ele para glória de Deus Pai.

Não tenha medo da morte, disse Jesus no livro de Mateus 10:28 “E não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno a alma e o corpo”. Amados somos filhos de Deus, criados a sua forma e semelhança, Deus nos ama e enviou seu filho para que todo aquele que Nele crer não perecerá mais terá vida eterna (João 3:15), em Salmos 139:16 diz: Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe; e no teu livro todas estas coisas foram escritas; as quais em continuação foram formadas, quando nem ainda uma delas havia, isso é promessa de Deus e “Ele não homem para que minta e nem filho do homem para que se arrependa”(Números 23:19). A morte terrena não passa de um momento que nos levará para o encontro absoluto e eterno com nosso criador. Com amor da parte do Pai e Cristo Jesus, Maurio Maciel.

Reflita, deixe seu comentário e divulgue esse blog. Adquira o livro "O PÚLPITO NÃO É FIM" ou convide o autor para estar levando uma palavra edificante ou realizando uma palestra em sua igreja, retiros, encontros ou eventos. Contato pelo e-mail:pregador2007@gmail.com

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

A EXISTÊNCIA DE DEUS - ESPERANÇA


O objetivo principal: acreditar de todo o coração que Deus existe, que Ele se importa conosco e que tem poder para nos ajudar em nossa transformação, também vamos tratar da segunda escolha que temos que fazer se queremos ser bem-aventurados, que chamamos de “a escolha da esperança”, a escolha que eu faço quando decido acreditar que Deus existe, que eu sou importante para Ele e que Ele tem o poder para me ajudar em minha transformação.
Há três passos que eu preciso dar se quero fazer a escolha da esperança:
1. RECONHECER A EXISTÊNCIA DE DEUS.
A Bíblia diz em Hebreus 11:6 “Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam”
Eu não preciso apenas reconhecer que Deus existe, mas também preciso:
2. ENTENDER O CARÁTER DE DEUS.
Até que eu saiba como Deus realmente é, eu não consigo confiar nele. Eu dificilmente vou confiar em alguém que eu não conheça. Felizmente, Deus deseja que nós o conheçamos, por isso Ele veio à Terra na forma de um ser humano. Ele dividiu a história em antes e depois da sua vinda como Jesus Cristo. Por que ele fez isto? Para que nós pudéssemos saber exatamente como Deus é. Veja o que a Bíblia diz:
“Disse Filipe: “Senhor, mostra-nos o Pai, e isso nos basta. Jesus respondeu: “Você não me conhece, Filipe, mesmo depois de eu ter estado com vocês durante tanto tempo? Quem me vê, vê o Pai. Como você pode dizer: ‘Mostra-nos o Pai’? (João 14.8-9)
“Ele (Jesus Cristo) é a imagem do Deus invisível” (Colossenses 1.15)
Isto quer dizer que Cristo é a expressão visível do Deus invisível. Então, se queremos saber como Deus é, basta olhar para Jesus. Ele é Deus em forma humana.
E nós aprendemos pelo menos três coisas sobre o caráter de Deus a partir da vida de Jesus Cristo na terra, como tratou as pessoas e o que demonstrou, que nos ajudam a ter esperança de que nossa transformação é possível:
a) Deus conhece tudo sobre a minha situação. O Salmo 31.7 diz assim: “...pois viste a minha aflição e conheceste a angustia da minha alma” Deus vê as crises que vivemos no passado ou agora mesmo. A Bíblia está dizendo que Deus nos conhece pessoal e individualmente. Ele até mantém um registro de cada lágrima que você já chorou.
b) Deus se importa com minha situação. Salmo 103.13 e 14 afirma: “Como um pai tem compaixão de seus filhos, assim o Senhor tem compaixão dos que o temem; pois ele sabe do que somos formados; lembra-se de que somos pó”. Ele nos conhece melhor do que nós nos conhecemos a nós mesmos. Ele quer ser o pai que muitos nunca tiveram, um pai que entende e se compadece de seus filhos. Jeremias 31.3 ainda acrescenta: “...Eu a amei com amor eterno; com amor leal a atrai.” O amor de Deus nunca falha. Ele nos ama em nossos dias bons e nos dias maus.
Por que Deus continua nos amando sempre? Porque seu amor é incondicional. Não é baseado em nosso desempenho, mas é baseado em Seu caráter. Não é baseado no que fazemos, mas em quem Ele é. E Deus é amor! Ninguém nunca vai nos amar do modo como Deus nos ama. “Mas Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores.” (Romanos 5.8).
c) Deus pode mudar a nossa vida e a nossa situação. Jesus, sendo Deus, revelou seu poder para transformar totalmente a vida das pessoas. Por isso Paulo disse em II Coríntios 5.17: “Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criação. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas”. Esta é uma grande notícia, porque Deus tem o poder para nos dar uma nova vida. A verdade é que Ele nos ama e tem poder para nos ajudar. Algumas vezes Ele muda a vida da gente, outras vezes Ele muda as situações à nossa volta, e na maioria das vezes Ele muda os dois.

Mas para que isto aconteça, Ele espera que a gente dê o próximo passo. Vamos recordar:
• O primeiro passo é reconhecer a existência de Deus
• O segundo passo é entender o caráter de Deus
• E o terceiro passo é:
3. ACEITAR A OFERTA DE DEUS PARA NOS AJUDAR
Deus tem o poder que precisamos para nos libertar de nossos pecados, de nossas feridas e nossos maus hábitos que continuamente bagunçam a nossa vida e nossos relacionamentos. Ele nos oferece o poder para mudar. É necessário tomar uma atitude. O único caminho é se render a Jesus Cristo de todo o coração, e deixar que Ele o encha com o Espírito Santo.
Boa vontade não muda ninguém, o que muda é o poder que Deus nos dá. O texto diz que é Deus quem nos dá o poder, o amor e o autocontrole para mudar a nossa vida. Não são estas três coisas que tanto precisamos em nossa vida: poder, amor e autocontrole?
• Precisamos do poder de Deus para quebrar o poder do pecado em nossa vida, que não conseguimos vencer sozinhos. E precisamos do poder de Deus para quebrar a força do passado, das lembranças e das mágoas em nossa vida.
• Precisamos de amor e isto Deus também nos oferece. Precisamos de amor real. Precisamos ser capazes de amar as pessoas e ser amados por elas, sendo capazes de oferecer e de receber amor. Queremos ter intimidade genuína, sem muros, sem máscaras, sem medo de sermos rejeitados. Este é o tipo de amor incondicional que só Deus pode dar.
• E precisamos também receber autocontrole ou equilíbrio. Nós nunca teremos verdadeiro controle da nossa vida até que Cristo esteja no controle dela. À medida que Jesus vai controlando a nossa vida, Ele nos dá forças para controlar coisas que estão fora de controle.
Ninguém foi planejado para viver uma vida desconectada de Deus. Então como é que nos conectamos ao poder de Deus? É simples: cremos e recebemos! Primeiro, creia que Deus existe e que Ele te conhece, sabe tudo sobre você, que se importa com você e que tem o poder para ajudá-lo. Então, receba-O em sua vida.
Simplesmente diga: “Jesus Cristo ponha seu Espírito em mim. Eu creio que podes me ajudar e eu recebo sua ajuda através de seu Filho Jesus”.
Precisamos admitir que necessitamos de ajuda. Precisamos parar de esconder ou fugir de nossos pecados e problemas. Precisamos assumir o risco de sermos honestos e autênticos e irmos a Deus como somos e como estamos para experimentarmos liberdade como nunca antes.
Há um poder capaz de consolar e transformar a nossa vida. Ele é muito mais que um poder, Ele é uma pessoa e deseja que você se conecte a Ele. Seu nome é Jesus.
Faça a escolha da esperança. Tome as coisas em sua vida que tem feito você chorar, entregue a Jesus e Ele diz que te consolará. Creia e receba! Abra seu coração e se volte para Deus agora mesmo.

Muitos vivem se perguntando se Deus existe, eu creio que Ele existe como está escrito em João 1:1,2 e 3 "No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez."
Portanto a grande interrogação se desfaz nos ares e assim afirma que Deus é o criador e ponto final. Que você seja adificado com essa mensagem. Com amor da parte de Deus, invisível mais real e seu filho Jesus nosso único salvador. Sempre juntos com Benção em ação, uma mensagem poderosa.

Leia, reflita, deixe um comentário e divulgue o blog. Adquira o livro "O PÚLPITO NÃO É FIM" ou convide o autor para estar levando uma palavra edificante ou realizando uma palestra em sua igreja, retiros, encontros ou eventos. Contato pelo e-mail:pregador2007@gmail.com